Resenha - Assassinato no Expresso do Oriente

Olá pessoal! Primeiramente, gostaria de dizer que estamos pesquisando e elaborando o post sobre Bruxas, e, se correr tudo bem, ele será o próximo!
Há algum tempo atrás eu havia lido alguns livros da Agatha Christie, e acabei comprando um box, com os livros Assassinato no Expresso do Oriente, O Natal de Poirot, e Cai o Piano. Acabei adiando a leitura, porque estava lendo outros livros quando o box chegou e depois acabei emprestando ele e adivinhem: finalmente agora comecei a leitura dos meus livrinhos! hihi Vamos lá!

Sinopse: Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve pára o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Uma americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime.


Assim como Sidney Sheldon e Sir Arthur Conan Doyle, Agatha Christie é brilhante em suas tramas. Não poderia esperar menos. O início do livro, no entanto, é um pouco confuso, porque não nos é apresentado quem realmente é Hercule Poirot e porque ele está acompanhado de um soldado ao embarcar no trem. Ao menos isto não interfere na história.
O trem estava muito cheio para aquela época do ano. E aí um crime acontece. Quando as investigações do crime começam, você vai ficando cada vez mais confuso e se perguntando "quem foi, afinal?" Porque os depoimentos e as evidências, a princípio, não levam a nada e a ninguém. E aí você quer ler mais e mais, pra acompanhar o rápido raciocínio de Poirot. Até as últimas páginas, todos são suspeitos.
A única evidência relativamente importante é a ligação da vítima com um crime cometido no passado. Entre identidades falsas, mentiras, pistas falsas e pessoas protegendo umas as outras, Poirot propõe não uma, mas duas soluções para o crime. É brilhante! 
A única falha da editora, é não ter colocado a tradução das falas em francês que existem e que acabam atrapalhando a leitura.

Mesmo assim, não deixo de recomendar! Estou louca pra ler os outros dois livros e claro, disponibilizá-los pra vocês! Por hoje é isso! Beijos (:

6 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Vou ficar atenta, iria gostar de uma postagem sobre Bruxas..

    Fiquei curiosa com o livro. Gostaria de fugir um pouco dos romances..
    Só teria esse defeito né, as frases em outro idioma que dificultariam..


    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Poxa, todo mundo fala super bem da Agatha, mas eu não consigo ler nada dela, não flui.
    Já comecei a ler esse livro, mas abandonei.
    Vi que você a comparou com Sidney Sheldon, meu autor preferido, como pode isso....vou tentar novamente rsrsr.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  3. eu to louca pra ler esse livro! adorei sua resenha
    lamourmonage.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha! Estou doida de vontade (mesmo!) de ler Agatha Christie, mas ainda não consegui ler nenhum livro dela y.y
    Acabei de ficar com ainda mais vontade, obrigada. haha

    Bjs
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu amo Agatha Christie! Eu também tenho um box, mas os livros era Assassinato no beco, 13 à mesa e Os elefantes não esquecem. E devo confessar que também me compliquei com os trechos em francês...
    Bjus
    midnight-sunny.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu ameeeeeei este livro, *-* Sou meio suspeita pra falar, já que AMO a Agatha, ><

    http://confusamelodia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante! Comente :}