Mito X Verdade 01: #Bruxas

Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Preparados? hihi ><
Foram muitas as fontes de pesquisa. Se acaso esquecermo-nos de citar todas, nos desculpem. O post ficou um tanto extenso, mas tentamos resumir ao máximo. Para que possamos entender melhor as bruxas, vamos colocar, rapidamente, o que significa magia.

A magia é uma tentativa de manipular e controlar situações críticas através do apoio dos chamados “Poderes Sobrenaturais”. O apelo a essa interferência do além, lança mão de técnicas ritualísticas, onde fórmulas verbais têm importância essencial. A eficácia e o sucesso da magia adviriam do emprego da fórmula ritualística adequada a cada situação que se deseja manipular.  Para algumas práticas mágicas exige-se a presença de um especialista: feiticeiro, curandeiro, mago, etc. É preciso ter muita fé na magia que se está fazendo e seguir rigorosamente o ritual, não devemos trocar os elementos, cores de velas ou ervas. Ter seriedade e não iniciar uma magia por brincadeira ou curiosidade. As magias que iremos transmitir devem ser usadas somente para o bem, não interessa se você sofreu uma injustiça, deixe a justiça por conta de Deus. Ele é o grande juiz. E o mal sempre retorna para aquele que o praticou ou desejou para o outro. Tudo o que desejar de mal para outra pessoa, até mesmo inconscientemente poderá reverter contra si. Fonte: Magia Dourada.



O que nos diz o “sábio Wikipédia”? rsrs
Bruxa é geralmente retratada no imaginário popular como uma mulher velha, nariguda e encarquilhada, exímia e contumaz manipuladora de Magia Negra e dotada de uma gargalhada terrível. É também muito popularizada a imagem da bruxa como a de uma mulher sentada sobre uma vassoura voadora, ou com a mesma passada por entre as pernas, andando aos saltitos. Alguns autores utilizam o termo, contudo, para designar as mulheres sábias detentoras de conhecimentos sobre a natureza e, possivelmente, magia.
As bruxas foram implacavelmente caçadas durante a inquisição na Idade Média. Um dos métodos usados pelos inquisidores para identificar uma bruxa nos julgamentos do Santo Ofício consistia na comparação do peso da  com o peso de uma Bíblia gigante. Aquelas que fossem mais leves eram consideradas bruxas, pois dizia-se que as bruxas adquiriam uma leveza sobrenatural. Frequentemente as bruxas são associadas a gatos pretos, que dentre as Bruxas Tradicionais são os chamados Puckerel, muitas vezes tidos como espíritos guardiões da Arte das Bruxas, que habitam o corpo de um animal. Diziam que as bruxas voavam em vassouras à noite e principalmente em noites de lua cheia, que faziam feitiços e transformavam as pessoas em animais e que eram más. Hoje em dia essas antigas superstições como a da bruxa velha da vassoura na lua cheia já foram suavizadas, devido à maior tolerância entre religiões. (Ainda bem!)
A classificação de magia como negra e branca não existe para os bruxos, pois se fundamentam nos conceitos de bem e mal, que não fazem parte de suas crenças, por isso, como costumam dizer, toda magia é cinza.

A feitiçaria já era citada desde os primeiros séculos de nossa era. Autores como o filósofo grego Lucius Apuleius (123-170) fazia alusão a uma criatura que se apresentava em forma de coruja (lilith) que na verdade era uma forma descendente de certas mulheres que voavam de madrugada, ávidas de carne e sangue humanos. Para os intelectuais, isso não passava de imaginação popular. Até o século XIII, a Igreja Católica não condenava esse tipo de crendice. Mas nos séculos XIV e XV, o conceito de práticas mágicas, heresias e bruxarias se confundiam no julgo popular graças à ignorância. Eram, em geral, as mulheres as acusadas. (DESTAQUE-SE: Já dizia um dos meus professores da universidade que “muito se engana quem pensa que bruxas eram as mulheres feias. As mulheres mais lindas que existiam é que eram consideradas bruxas! Pra que perseguir mulheres feias? rs” - ironias à parte).

Em 1233 o Papa Gregório IX admitiu a existência do sabbat e esbat. O Papa João XXII, em 1326, autorizou a perseguição às bruxas sob o disfarce de heresia. O Concílio de Basileia (1431-1449) apelava à supressão de todos os males que pareciam arruinar a Igreja.
Uma psicose se instalou. Comunidades do centro-oeste da França acusavam seus membros de feitiçarias. Na Aquitânia (1453) uma epidemia provocou muitas mortes que foram imputadas às mulheres da região, de preferência as muito magras e feias. Presas, submetidas a interrogatórios e torturadas, algumas acabavam por confessar seus crimes contra as crianças, e condenadas à fogueira pelo conselheiro municipal. As que não confessavam eram, muitas vezes, linchadas e queimadas pela multidão, irritada com a falta de condenação. Os tratados demonológicos e os processos de feitiçaria se multiplicaram, por volta de 1430, marcando uma nova fase da história pré-iluminista, de trágicas dimensões. Em 1484 o Papa Inocêncio VIII promulgou a bula Summis desiderantes affectibus, confirmando a existência da bruxaria. Em 1484 a publicação do Malleus Maleficarum ("Martelo das Bruxas") orientou a caça às bruxas com ainda maior violência que obras anteriores, associando heresia e magia à feitiçaria.
A Inquisição, instituída para combater a heresia, agravou a turba de seguidores inspirados por Satã. Havia, ainda, um componente sexista. Os bruxos existiam, mas eram as mulheres, sobretudo, que iam queimadas nas fogueiras medievais. Para ler mais sobre a Inquisição, clique AQUI.

Tudo isso nos parece um pouco equivocado. María Lara Martínez pesquisou a bruxaria durante seis anos. Ela é autora do livro “Brujas, Magos e Incrédulos en la España del Siglo de Oro”. "O objetivo era traçar as origens da heterodoxia na Espanha num período em que o país era o defensor do dogma católico. O cristianismo não aceita videntes ou profetas, o ultimo foi São João Batista. Ainda assim, sempre há aqueles que se sentem depositários do oráculo de Deus - as bruxas". A pesquisa ressalta o gênero feminino porque "a mulher naquele período era relegada, não tinha acesso a universidades e tinha de encontrar formas de se instruir. Elas atuavam como curandeiras". Suas casas eram laboratórios para experimentos com plantas, poções e remédios. Daí, talvez, darem margem a fantasias e histórias misteriosas como a ideia de uma vassoura voadora. "Elas tinham bom conhecimento das propriedades das plantas. Sabiam a diferença entre uma dose certa e uma dose letal. Havia bruxas boas, procuradas quando alguém estava doente", explicou Martínez. "Mas também havia as más. Bruxas malvadas não podiam ser contrariadas. Havia casos de pessoas que procuravam uma bruxa branca para serem curadas de um feitiço ruim". Martínez cita o caso de uma bruxa de um lugar chamado Villar del Aguila, na província de Cuenca (centro da Espanha), tida como uma santa. "Ela dizia ter uma relação mística com Cristo. O povo da cidade carregava-a, nos ombros, para a igreja. No entanto, ela acabou morrendo nas prisões da Inquisição". Fonte: www

Outra fonte nos diz que as bruxas existem. As bruxas de verdade não soltam raios nem voam em vassouras como nos filmes de Harry Potter, o bruxo do bem, inspirado nos livros da escritora J.K. Rowling. Elas até praticam magia e usam caldeirões, mas, quando fazem isso, a gente não vê estrelinhas ou luzes. As bruxas criam poções à base de ervas – elas não usam sapos nem asas de morcego – e fazem rituais que envolvem os elementos da natureza (terra, água, fogo e ar). Os feitiços das bruxas de verdade normalmente são pedidos de cura para doenças, de paz, amor e de qualidade de vida melhor. Créditos: www


Wicca
Wicca é uma religião baseada, em parte, na cultura dos povos do norte da Europa antiga, de crença Pagã em uma deusa da fertilidade e no seu consorte, um deus cornífero. Embora como religião seja uma criação moderna, uma de suas fontes, o Paganismo, data de muitos séculos antes da era Cristã. A Bruxaria busca resgatar o divino feminino e o papel das mulheres na religião como Sacerdotisas da Grande Mãe. Muitas vezes chamada de Religião da Deusa, a Arte, Religião Antiga, não é uma fantasia de mentes deturpadas ou de pessoas que se supõem dotadas de poderes mágicos, mas sim uma religião capaz de acolher pessoas das mais variadas idades, raças, posições sociais e todos aqueles que veem em seus ritos uma forma real de se conectarem com o Divino e com a natureza. As práticas Pagãs, dando destaque maior à Wicca, se expandiram de uma forma inacreditável pela América do Norte e Europa. Hoje o número de Bruxos somam aproximadamente 250.000 nos EUA, ultrapassando inúmeras religiões tidas como convencionais, dentre as quais o Budismo e o Universalismo Unitário. O Censo canadense de 1991 registrou 5.530.000 Neo-pagãos que seriam compostos principalmente de Wiccanianos, outra pesquisa realizada em 1997 constatou a existência de 12 milhões de Bruxos em todo o mundo. Porém, acredita-se que o número atual é muito maior, pois muitos não expõem sua condição religiosa publicamente.
A Wicca é formada por grupos de tradições religiosas, alguns estão fortemente estruturados, enquanto que a maioria é eclética. Muitos, talvez a maioria dos Wiccans sejam praticantes solitários. Seus grupos são chamados covens, sua regra de comportamento é chamada Rede Wicca que significa: "faça o que desejar, desde que não prejudique ninguém, inclusive você mesmo". Aos Wiccans não é permitido dominar, manipular, controlar, ou prejudicar o outro”.
Os Wiccans adoram uma deusa e seu consorte, um deus cornífero. Seu símbolo principal é o pentagrama ereto (uma estrela de cinco pontas com duas pontas para baixo e uma para cima), às vezes dentro de um círculo para dar forma a um pantáculo. Fonte: www
Grifo nosso: Muitas vezes os wiccans são confundidos com adoradores de satã. Isto porque o símbolo do satanismo é muito parecido com o pentagrama wicca. Observe as imagens:

Pentagrama Wicca (a ponta fica para cima)

Símbolo Satânico (observe que a ponta fica virada para baixo)

A Wicca sustenta-se sobre 03 conceitos básicos:
1) O papel preponderante da Deusa em suas práticas e ritos em vez de um Deus masculino, cultuando também os Antigos Deuses da natureza e o Deus Cornífero, considerado filho e consorte da Deusa.
2) A utilização da Magia Natural como forma de atingir nossos desejos e mudar os fatos.
3) A crença na reencarnação, vista não somente como uma forma de evolução, mas também como o desejo de retornar no mesmo tempo e local das pessoas amadas.
Os propósitos da Wicca são mostrar a necessidade da reconexão com a natureza, com os ritmos e ciclos naturais do Sol e das Estações e a busca de um novo equilíbrio do homem com o seu meio ambiente. Os Bruxos amam e cultuam a natureza e através dela procuram integrar mente, corpo e alma. Acreditam que para evoluírem integralmente devem sentir-se parte integrante da Terra, que é a própria Deusa. Esta atitude é a essência da Wicca. Fonte: Magia Dourada

Escola de magia? Acredite. Existe uma escola de bruxas de verdade como a Hogwarts, do filme Harry Potter. É a Universidade Livre - Holística Casa de Bruxa, em Santo André, São Paulo, e que já formou cerca de 100 feiticeiros. Aberta em 1997 pela bruxa Tânia Góri, 33 anos, tem a fachada de castelo, poço dos desejos, uma fonte da juventude no jardim e um enorme caldeirão para a realização de rituais. Lá ninguém aprende a transformar sapos em príncipes, mas a fazer chás curativos, danças, relaxamento, leitura de cartas e outros. Ao final do curso, que dura um ano e um dia, o aluno recebe um diploma. Créditos: www


Os(as) bruxos(as) têm objetos mágicos? Sim!
Vassoura: Elas não voam em vassouras. Para elas, o objeto é uma espécie de guardião da casa, usada para limpar energias ruins. Costuma ficar na cozinha ou atrás de portas.
Grimório: É um livro onde as bruxas anotam seus encantamentos, feitiços e tudo o que aprendem. As bruxas não deixam ninguém tocar seu precioso livro e o guardam em locais bem protegidos, como baús e caixas de madeira com tranca.
Caldeirão: Para preparar poções com chás e outras magias, as bruxas usam caldeirões de diversos tamanhos. Eles são de ferro e têm três pés de apoio.
Varinha mágica: Os magos também usam varinha. Elas são feitas por eles mesmos com um pedaço de galho retirado de árvore. Alguns gostam de enfeitar esse objeto mágico com pedras coloridas e cristais. Fonte: www.

Confira aqui algumas notícias que nós achamos um tanto quanto inusitadas:
- Notícia sobre encontro de bruxas, no site da globo: clique aqui.
- País africano proíbe bruxas de voarem em altitudes acima de 150 metros: clique aqui.
- Perseguição: clique aqui.
- Acusadas de bruxaria, mulheres são obrigadas a viver em campo de refugiados: clique aqui.
- Acusadas de bruxaria, idosas são degoladas: clique aqui.


Tudo isso é... Mito ou Verdade?

Alguns mitos que foram derrubados:
01. Wicca são malignos: Total inverdade. Como em inglês a palavra “wicca” está diretamente relacionada a “witches”(bruxos), muitos formam a imagem de Wiccas, na cabeça, como bruxos estereotipados das histórias infantis, com caldeirões, magias negras e rituais obscuros. Os adeptos da Wicca, conforme o livro “wicca para a vida” são contrários a qualquer forma de agressividade. Segundo uma de suas leis, eles devem retribuir qualquer ato bondoso três vezes mais à pessoa que os ajudou.
02. Wicca é uma religião antiga: Quem pensa nessa religião, historicamente, deve achar que as origens dela remontam à idade média. Ledo engano. Embora sua filosofia esteja baseada em alguns ritos antigos, da Europa Oriental, que datam mais ou menos dessa época, a Wicca é uma religião muito recente. Apenas nos anos 1950 é que passaram a se organizar e ser reconhecidos.
03. Wicca não é realmente uma religião: Principalmente entre os adeptos de algumas religiões populares e consolidadas, surgiu a crença de que os Wiccans não são uma religião que mereça ser levada a sério e receber esse nome. Pelo governo dos EUA, ao menos, são reconhecidos como um culto religioso oficial. No estado de New Jersey, por exemplo, oito feriados Wicca são reconhecidos ao longo do ano.
04. Wiccans cultuam o diabo: Por alguma razão que se perdeu ao longo do tempo, rituais de bruxaria são relacionados à figura do demônio, diabo, belzebu, o que seja. Se eles são realmente parte ou não da filosofia dos bruxos fictícios, não se sabe. Mas esse conceito sequer existe para os Wiccans. É o cristianismo que deu origem à figura do diabo e do inferno, estas concepções jamais foram aplicadas na doutrina dos Wiccans. E mais: não apenas eles não cultuam o diabo, como também não concebem apenas um único deus. Wiccans são politeístas, assim como os hindus e os budistas.
05. Wiccans sacrificam animais: Segundo as palavras do livro “manual dos wiccans”, eles amam todos os animais: “Nós nunca os prejudicamos ou matamos em nossos ritos ou magias. Sacrifício de sangue de qualquer tipo é contra a nossa lei. Aquela história de ‘olho de salamandra e pé de sapo’ é uma baboseira que não faz o menor sentido”. Logo, a ideia de rituais com sacrifício de bichos não encontra fundamento entre os eles. As únicas oferendas em seus rituais são pães, vinho, frutas ou flores.
06. Wiccans tem uma “bíblia negra”: Nem negra, nem branca, nem de qualquer outra cor. Wiccans não seguem nenhum livro sagrado em comum. A explicação é que cada adepto, após estudar as leis, pode criar seu próprio livro de referência. Este livro, chamado de BOS (Book of Shadows – livro das sombras), ajuda cada wiccan a praticar a fé a seu modo. Fonte: www.

Nós sabemos que teríamos ainda MUITO o que explorar pra poder, talvez, afirmarmos alguma coisa. Não somos dotados de razão. Queremos deixar pra vocês um ponto de interrogação. O fato é que os wiccans existem. É difícil definir a existência de bruxas como as que conhecemos através da literatura. Se elas existem, talvez sejam tão simples que não queiram ser descobertas, afinal, depois de tanta perseguição da Igreja Católica e outros tantos curiosos, elas prefiram mesmo continuar nas sombras.
Esperamos que tenham gostado. Deixem suas opiniões, comentários e nos digam se gostariam de ver outros assuntos/mistérios no "Mito X Verdade". 


Atenciosamente, equipe do blog Os Narnianos.

15 comentários:

  1. Nossa e que pesquisa ein.
    Fico feliz em passar aqui justo neste post ^^ votei realmente no que ganhei.
    Olha gostei muito de saber mais sobre eles e não sabia que tinha escola como no HP...tenho um amigo que é fanático por isto,haha e acho que nem todas sejam feias e más rsrs gosto muito de histórias que tem a ver com bruxas ^^
    ótima pesquisa.
    bjus
    Tamires C.
    PS:corrigindo ótimas pesquisas rsrs
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Meu Deusssssssssssssssssss hahah adorei esse artigo.
    Está completíssimo... Parabéns!
    Eu não gosto desses negócios de bruxaria credo. A não ser que seja Harry Potter e seu mundo né? rsrsrsrs

    Parabéns novamente, gostei muito!
    Abraços
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, gostei muito deste post.
    Na verdade as Bruxas do nosso mundo real é aquelas que não tem nenhuma característica do que fantasiamos. Essas botam medo viu...rs


    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que poste bacana!!!
    mas to fora de bruxaria viu...
    longe de mim
    hahaha


    beiijos
    http://psicosedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Caramba! Tem muita coisa rsrs como eu acho o sobrenatural mega interessante leio muito sobre ele, então sabia muito sobre as bruxas... gostei de saber que há um Universidade rsrs

    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  6. Amoo essas histórias, nossa é tanta curiosidade OMG! ^^

    maiira-t.blogspot.com.br | Pink Sweetness


    ResponderExcluir
  7. Que tudo, adoro bruxas *--*
    Agora quero sobre Fadas u.u

    Beijos
    http://slothreaders.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. OMG, amo!!! Super curti o post.
    bjos
    http://valmedrado16.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu fiquei super interessada em saber q tem uma escola pra isso tipo hogwarts, eu smepre acreditei e sue post foi bem completo e legal, gostei!
    lamourmonage.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. nunca indeiquei nada no google mas vou indicar este post

    ResponderExcluir
  11. Que post bacana! Parabéns pela pesquisa feita, ficou muito completa!

    As notícias pelo mundo são muito curiosas... Como assim limite de altura de voo para bruxas? hahaha

    Beijos meninas!

    Nadja Moreno - Escrev'Arte

    ResponderExcluir
  12. A-D-O-R-O não, melhor A-M-o Bruxas e tudo relacionado a elas, o texto ai em cima é dimais, não consegui partar de ler , muito bom mesmo
    beeiju
    Rumo a Paris

    ResponderExcluir
  13. Olá seu blog é muito lindo e fofo adorei ele muito DIVO.Visita meu blog: http://cherrykawaii-14.blogspot.com.br/ e se puder segue ele por favor eu já estou seguindo o seu, me ajuda a atingir minha meta e você aceita afiliação? se sim me fala. Obrigada pela atenção.

    ResponderExcluir
  14. ola conheci seu blog atraves do blog rumo a apris,e gostei muito daqui seu cantinho é demais....ja seguindo ..bjosss

    http://postagensparavc.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Achei muito legal a ideia do post.
    O misticismo que envolve as bruxas , nos acompanha desde a infância
    nos livros , filmes e contos de fada .Adorei!

    Bjs

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante! Comente :}